Make your own free website on Tripod.com

Taba de Oxossi Caçador

Taba | A Criação | O Culto no Brasil | Os Orisás | Toques | Cantos | Ervas - Ewé | Comidas de Orisa | Contato com o Orisá | Aprenda Yoruba | Temas Interessantes | Tire suas dúvidas | Dicas Naturais
Odus

opon.gif

 

ODÚS (signos de ifã), SÃO PRESSÁGIOS, DESTINOS, PREDESTINAÇÃO. OS ODÚS SÃO INTELIGÊNCIAS SIDERAIS QUE PARTICIPARAM DA CRIAÇÃO DO UNIVERSO.

CADA PESSOA TRAZ UM ODÚ DE ORIGEM E CADA ORIXÁ É GOVERNADO POR UM OU MAIS ODÚS. cada odú possui um nome e características próprias e dividem-se em "caminhos" denominados "ese" ONDE ESTÁ ATADO A UM SEM-NÚMERO DE MITOS CONHECIDOS COMO ITÀN IFÁ.

OS ODÚS SÃO OS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS PELOS DESTINOS DOS HOMENS E DO MUNDO QUE OS CERCA.

OS ORIXÁS NÃO MUDAM O DESTINO DA VIDA E SIM EXECUTAM SUAS FUNÇÕES DENTRO DA NATUREZA LIBERANDO ENERGIA PARA QUE TODOS POSSAM DELA SE ALIMENTAR,

O ODÚ É O CAMINHO, A EXISTÊNCIA DO DESTINO O QUAL O ORIXÁ E TODOS OS SERES ESTÃO INSERIDO.

ALGUÉM JÁ ESCUTOU A SEGUINTE FRASE ?

-COM O DESTINO NÃO SE BRINCA...

-SUA VIDA ESTA ESCRITA...

- SEU DESTINO JÁ ESTAVA ESCRITO...

E MUITAS OUTRAS FRASES POPULARES QUE REFERE-SE A ODÚ.

 

CADA PESSOA PODE IR DE ENCONTRO OU SEGUIR UM CAMINHO ALHEIO AO DESTINO ESTABELECIDO, ISSO NÓS DIZEMOS QUE A MESMA ESTÁ COM O ODÚ NEGATIVO, OU SEJA: SEU DESTINO SUA CONDUTA FOGE AS REGRAS SIDERAIS .  (SEGUIU UM CAMINHO NEGATIVO DENTRO DO ESTABELECIDO)

 

nós QUANDO NASCEMOS, SOMOS REGIDOS POR UM ODÚ DE ORI (CABEÇA) QUE REPRESENTA NOSSO "EU"ASSIM COMO ODÚ DE DESTINO, ETC..

o DESTINO DAS PESSOAS E TUDO O QUE EXISTE PODEM SER DESVENDADOS POR MEIO DA CONSULTA A IFÁ, O ORÁCULO, QUE SE MANIFESTA PELO JOGO. IFÁ TEM SEU CULTO ESPECÍFICO E O MAIS ALTO CARGO DO CULTO DE IFÁ É O DE OLUô, título concebidos a alguns babalaôs. Ifá é o orixá da adivinhação e para tudo e deve ser consultado. existem alguns tipos de jogo: o de opelé ifá, o rosário de ifá, o jogo de búzios, etc.

 

no jogo de búzios (mais comum) quem fala é exú, são dezesseis búzios que podem ser jogados também pelos babalorixás e yalorixás. a consulta a ifá é uma atividade exclusivamente masculina, mas as mulheres passaram a poder pegar nos búzios porque oxum fez um trato com exu, conseguindo dele permissão para jogar.

O jogo de opelé ifá baseia-se num sistema matemático, em que se estabelece 256 combinações resultantes dos 16 odús usados no jogo de búzios multiplicado por 16. nada se faz sem que antes se consulte o oráculo, quanto mais séria a questão a ser resolvida, maior a responsabilidade da pessoa que faz o jogo.

 

narram algumas lendas que ifá girou pelo mundo, deixando legados e ensinamentos a vários povos de como manter comunicação com os deuses no órun (céu), PASSANDO PELOS ÁRABES ONDE NÃO FOI ACEITO E VINDO A SE ESTABELECER DEFINITIVAMENTE NA ÁFRICA, JUNTO AOS POVOS IORUBÁS ONDE MANTEVE SEU LEGADO ENSINANDO AOS SACERDOTES COMO RESTABELECER A COMUNICAÇÃO COM SEUS ANTEPASSADOS. ASSIM , APERFEIÇOANDO UM DOS MAIS AVANÇADOS MÉTODOS DE CONSULTA EXISTENTE.

Lenda de Odu
 
1-A Vinda de Três Divindades
 

"Nos primórdios da criação, Olodumaré, o Ser Supremo que vive no orun, mandou vir ao aiyé (universo conhecido) três divindades: Ogun (senhor do fèrro), Obarixá (senhor da criação dos homens) (2) e Odu, a única mulher entre eles. Todos eles tinham poderes, menos ela, que se queixou então a Olodumarê. Este lhe outorgou o poder do pássaro contido numa cabaça (igbá eleiye) e ela se tornou então, através do poder emanado de Olodumarê, Ìyáwon, nossa mãe para eternidade (também chamada de Iyami Oxoronga, minha mãe Oxorongá). Mas Olodumarê a preveniu de que deveria usar este grande poder com cautela, sob pena de ele mesmo repreendê-la.

"Mas ela abusou do poder do pássaro. Preocupado e humilhado, Obarixá foi até Orunmilá fazer o jogo de Ifá, e ele o ensinou como conquistar, apaziguar e vencer Odu, através de sacrifícios, oferendas e astúcia. "Obarixá e Odu foram viver juntos. Ele então lhe revelou seus segredos e, após algum tempo, ela lhe contou os seus, inclusive que adorava Egun. Mostrou-lhe a roupa de Egun, o qual não tinha corpo, rosto nem tampouco falava. Juntos eles adoraram Egun.

"Aproveitando um dia quando Odu saiu de casa, ele modificou e vestiu a roupa de Egun. Com um bastão na mão, Obarixá foi à cidade (o fato de Egun carregar um bastão revela toda a sua ira) e falou com todas as pessoas. quando Odu viu Egun andando e falando, percebeu que foi Obarixá quem tornou isto possível. Ela reverenciou e prestou homenagem a Egun e a Obarixá, conformando-se com a supremacia dos homens e aceitando para si a derrota. Ela mandou então seu poderoso pássaro pousar em Egun, e lhe outorgou o poder: tudo o que Egun disser acontecerá. Odu retirou-se para sempre do culto de Egungun."

O conjunto homem-mulher dá vida a Egun (a ancestralidade), mas restringe seu culto aos homens, os quais, todavia, prestam homenagem às mulheres, castigadas por Olodumarê através dos abusos de Odu. Também por esta razão é que as mulheres mortas são cultuadas coletivamente, e somente os homens têm direito à individualidade, através do culto a Egun.

Um dos Orixás funfun, isto é, Orixás que têm como principal preceito o uso do branco nos ritos e nas oferendas; em algumas regiões ; Obarixá é adotado como um cognome de Oxalá.

Contatos:  toc2000@hotmail.com