Make your own free website on Tripod.com

Taba de Oxossi Caçador

Taba | A Criação | O Culto no Brasil | Os Orisás | Toques | Cantos | Ervas - Ewé | Comidas de Orisa | Contato com o Orisá | Aprenda Yoruba | Temas Interessantes | Tire suas dúvidas | Dicas Naturais
Temas Interessantes

Conheça temas de seu interesse,tais como chakras, aromas, banhos, ecologia, luas, etc... 

Curiosidades da Língua

Grande é  a riqueza e quantidade de palavras herdadas de nossos índios e negros africanos já que a Língua Portuguesa contém 160 mil palavras e o Português falado no Brasil contém 280 mil, fato que o torna a mais rica língua em sinonímia do mundo! Os 120 mil palavras excedentes são por conta das Culturas Africana e Tupi-guarani. Portanto, falamos várias línguas dentro de nosso idioma Oficial , sem nos darmos conta disso. Temos exemplos de palavras da língua Africana e sua influência,além de termos indígenas adotados no nosso dia-à-dia e que não sabemos sequer seu verdadeiro significado na  nossa cultura.

A palavra forró é um dos vocábulos mais fortes. Trata-se de um termo banto, derivado de forrobodó, que quer dizer grande algazarra, grande folia. Agora, dizem tratar-se de uma palavra de origem inglesa, que teria sido introduzida no Brasil pelos americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Pois bem, em 1912, antes disso, Chiquinha Gonzaga compôs Forrobodó, que ela classificou como uma peça burlesca e que lhe valeu, algum tempo depois, em 1915, o Prêmio Mambembe. Sendo que Mambembe é também de origem banto, significando medíocre, de má qualidade.

Com a África na Ponta da Língua

Médiuns 

Quando as entidades espirituais se apresentam concebe-se o que se conhece como mediunidade. Com a continuação dos trabalhos de desenvolvimento,essas entidades se firmam no subconsciente do médium , surgindo o fenômeno da afinidade espiritual.Quanto mais tempo passar,maior desenvolvimento vai tendo o períspirito do médium, que com o tempo apura as comunicações com seu Falangeiro,que é o trabalhador. A mediunidade se apresenta de várias formas: de incorporação , de vidência , olfativa , auditiva , desdobramento e transporte. Outros fenômenos ocorrem na mediunidade:a consciência,semi-consciência e inconsciência. 

Médium Olfativo-Faculdade de sentir a aproximação do guia ou espírito pelo olfato.É aquele que sente o cheiro de charuto quando se aproxima um caboclo,de cachaça quando é um exú ou o cachimbo, quando for um preto velho, e até mesmo de flores se for este o caso.

Médium Auditivo- A forma mais comum desta faculdade é a Telepatia ou transmissão de pensamentos , emoções ou impressões.É a forma não sensorial relativa ao cérebro ou à parte do cérebro chamado sensório , próprio para transmitir sensações,comunicação entre uma ou mais pessoas.O médium ouve sons , ruídos,etc... 

Médium de Desdobramento-Faculdade de aparecer ao mesmo tempo em dois lugares diferentes.Embora o corpo permaneça vivo num lugar, pode aparecer em outro através da alma que se materializa. 

Médium Olfativo-Faculdade de sentir a aproximação do guia ou espírito pelo olfato.É aquele que sente o cheiro de charuto quando se aproxima um caboclo,de cachaça quando é um exú ou o cachimbo, quando for um preto velho, e até mesmo de flores se for este o caso.

Médium de Transporte-Faculdade de ,através da concentração, transportar-se para outro lugar,isto é,em transe,sua almase afasta do corpo e vai a lugares distantes,nos diz o que está acontecendo,mas não se materializa como os médiuns de desdobramento, permanecendo invisível para os demais. 

A Magia dos Aromas 

A Natureza nos presenteia todos os dias com a beleza de suas flores e frutos.Além disso,temos ainda seus perfumes maravilhosos,mas para podermos tirar sua essência mais secreta devemos ter o dom e assim conciliar seus benefícios corporais e espirituais com seus encantos.O simbolismo do banho não é só de purificação , mas de regeneração ,por causa do contato com as forças de transição,que são as mudanças,a destruição e a nova criação.O perfume usado no dia à dia ou em banhos,nos traz uma gama de lembranças, pensamentos, energias que estão impregnados na linguagemdos perfumes ,em suas cores , texturas,etc...

As essências mais usadas são:

Rosas- saúde do corpo e da mente 

Cravo- afasta energias negativas

Patchouli- usado em todas as situações e mental. 

Sândalo e Flor de Laranjeiras - abre caminhos 

Além de muitos outros...

Estes perfumes podem ser utilizados por homens e mulheres, funcionando como um campo de proteção e energia,além de atrativos. Experimente... 

As Águas de Osalá 

As Águas de Osalá anunciam o início do ano de nossa tradição e culto aos Orisás.Nada se faz sem água,já que ela é o maior símbolo de purificação.Nada melhor do que as Lendas de uma cultura para explicar o significado de seus rituais.Por isso, falaremos um pouco sobre a Criação do Mundo de acordo com a tradição Africana."No começo só existia Olorum.Olorum começou a se mexer e de seu movimento,surgiu uma massa de água que era Orisalá.Olorum continuou a se mexer , soltando seu "ofurufu"(hálito)e desse ar,misturado com a água ,surgiu a lama.Da lama nasceu uma bolha Orisalá viu a bolha e admirou sua beleza,soprando sobre ela.Da bolha surgiu a vida :nasceu assim Esú Langui,o primeiro ser criado,que tem como elemento básico a Laterita".Esta Lenda nos fala do universo e da água,elemento primeiro formador de tudo que existe.Por isso tudo no Candomblé começa com a água.Explicamos assim o simbolismo das "Águas de Osalá", que abrem o ano ritual, e também o simbolismo do Osé,dos Banhos de abô e da presença da Água em todos os rituais. Esperamos que este tema tenha esclarecido e acrescentado aos seus espíritos com um dos maiores valores dentro da Cultura Africana. 

Simbologia de alguns procedimentos utilizados nos trabalhos dentro de uma Casa de Santo

Defumação 

Ato de Purificação do ser, o objeto e o ambiente, através da fumaça.Expulsa o negativo, através de aromas,ervas e essências. Utilizado em quase todas as religiões e povos.Quando o defumador se desfaz no ambiente,mistura-se com o éter atmosférico. É sentido pelos espíritos.O aroma desperta certos centros nervosos dos médiuns fazendo que esses centros vibrem de acordo com as irradiações fluidas das entidades.

Instrumentos de Trabalho:

Água -serve para descarregar os maus fluidos.Dependendo de sua procedência, terá um uso distinto. Bebidas-usadas como símbolo de confraternização entre o médium e os guias espirituais.Representa o poder de transformação de um no outro. 

Charutos-é utilizado pelas nossas entidades,não por vício , mas para soprar a fumaça em carater exorcístico. O segredo, sua utilização e o modo como é dirigida , em cada caso , é de conhecimento exclusivo da entidade.

Pemba-representa a escrita astral e sua força esotérica.Tem o poder de abrir e fechar trabalhos de magia e,em forma de pó , purifica ,se lançada ao ar no ambiente. 

Roupa Branca ou de Trabalho- roupa preparada especialmente para o trabalho espiritual,consagrada as entidades , com a finalidade de conservar uma única energia. Representa os antepassados.

Trabalho descalço-representa humildade,facilita a incorporação e uma melhor descarga dos fluidos nocivos,diretamente para a terra. (M.L.) 

O Conceito Yoruba de Orí

Há na teogonia Yoruba um grande número de orixás cultuados . Tantos que não se sabe ao certo seu número exato. Alguns dizem que são 401 e outros 601.O fato é que dentre esses Orisás cultuados,há um em especial que é um dos mais importantes no panteão Yoruba : é Ori (cabeça). Neste caso não se trata puramente da cabeça física visível, mas sim do Ori-Inú (cabeça interior),a nossa cabeça espiritual.O Ori é tido pelos Yorubás como o Deus individual e pessoal de cada pessoa,aquele que lhe está mais próximo,ligados e interessados nos assuntos do seu devoto,mais do que qualquer outro orisá.Há um ditado que diz: "Nada que não tenha sido sancionado pelo Orí,nenhum Orisá será capaz de realizar." Isto é, tudo tem que ser sancionado pelo Orí de cada pessoa para que aquilo possa ser alcançado por ela . Existe a crença dos Yorubas de que mesmo antes de nosso nascimento físico,nós escolhemos os nossos oris no céu,o que implica um conceito de predestinação acreditado pelos Yorubas tradicionais que atribuem os sucessos ou falhas; vida ou morte prema tura; riqueza ou pobreza,etc...como algum dos aspectos já predestinados pela escolha do Orí,antes de sua vinda para a Terra . Existe ainda, uma divindade ( para uns também Orisá Funfun,por outros nem considerado divindade),que molda as cabeças de cada ser humano.Contam as Lendas, que este Orisá adorava vinho de palma e como resultado suas cabeças ,às vezes, saiam mal feitas,tortas ,grandes ou disformes,mal cozida ou cozidas de mais,que refletia na má qualidade das mesmas,influenciando diretamente no sucesso ou falhas na vida dos indivíduos que a escolheu.Os que fizeram boas escolhas estão fadados ao sucesso. Os que escolheram cabeças ruins estão fadados ao insucesso,porém podem ainda consertar os defeitos dela através das obrigações regulares, para poder alcançar uma vida me- lhor.Ifá ,chamado o Eléèrí-ipín(única testemunha da escolha do destino no céu) é que pode dizer se a escolha foi boa ou não e orientar os caminhos a seguir para realizar as necessidades de seu Orí.Sendo assim,o Orí é um tipo de intermediário entre cada ser humano e o Orisá a quem ele cultua.É aquele que está mais interessado no bem estar do seu devoto.É o primeiro a abençoar o homem ,é aquele que,em tempo algum,jamais abandonará o seu devoto.O Yoruba o representa da melhor forma,atra- vés do EBORI. Este é um assunto mais complexo e com seus rituais secreto,por isso deixamos para outra oportunidade. ( T'Ogun)

AS CORES

Na Magia ,as cores são observadas e empregadas sob vários aspectos.Para explicar melhor , vamos aqui relacionar,num pequeno esquema,tudo quanto diz respeito ao simbolismo das cores como se segue:

Alaranjado- é uma cor decorrente da combinação do amarelo e do vermelho.Simboliza a indissolubilidade e a iluminação espiritual.

Amarelo-Esta cor simboliza a revelação Divina da Iniciação

Azul-é  o símbolo da Verdade Divina e Eterna,simbolizando também a castidade,fidelidade e lealdade .

Branco- cor que simboliza a pureza absoluta e que,pela sua excelência,anula todos e quaisquer fluidos nocivos.Além da pureza esta cor representa  também a verdade e a inocência.

Cinza esta é a cor que simboliza a imortalidade do espírito,podendo também  representar o desencarne terrestre e a morte.

Preto- Símbolo do desencarne espiritual

Verde- dentre as três cores fundamentais, o verde é a princip al,pois representa o amor e a verdade.

Vermelho- esta cor representa  as virtudes espirituais e as energias materiais da vida ,bem como a força moral e a alegria.

Rosa-tudo quanto está no oculto é simbolizado por esta cor.Ela representa também o primeiro grau de regeneração na vida terrena.

Violeta ou Roxo-é o símbolo da amizade e irmandade.

PEMBA

A pemba é objeto permanente nos ritos africanos mais antigos que se conhece,fabricada com o pó extraído dos Montes Brancos KABANDA e água do Rio Divino U SIL,é empregada em toso os ritos e cerimônias,festas , reuniões ou solenidades africanas.

Nas tribos de Bacongo e Congos,é usada a pemba sob todos os pretextos quando é declarada a guerra.Os chefes esfregam o corpo todo com a pemba para vencer os inimigos;por ocasião dos casamentos,os noivos são pelos padrinhos esfregados com a pemba para que sejam felizes;o negociante que quer conseguir um bom negócio esfrega um pouco de pemba nas mãos;em questões de amor então, bem grande é a influência da pemba,usando-a as jovens como se fosse o pó de arroz,porque dizem traz felicidade no amor e atrai  aquele a quem se deseja.

Contam as Lendas das Tribos Africanas o seguinte sobre a pemba.

M.Pemba era o nome de uma gentil filha do SOBA LI-U-THAB .Soba , poderoso dono de grande região e exercendo a sua autoridade sobre um grande número de tribos.M.Pemba estava destinada a ser conservada virgem para ser ofertada as divindades da tribo,a contece porém que um jovem estrangeiro  audaz,conseguiu penetrar nos sertões da África, e se enamorou perdidamente de M.Pemba.M.Pemba por sua vez,correspondeu fervorosamente à este amor e durante algum tempo gozaram as delícias que estão reservadas aos que se amam.Porém ,não há bem que sempre dure,o Sobá poderoso foi sabedor deste amor e numa noite de Luar mandou degolar o jovem estrangeiro e mandou que jogassem seu corpo no Rio Sagrado U SIL,para que os crocodilos o devorassem.Não se pode descrever o desespero de M.Pemba e para prova de sua dor esfregava todas as manhãs o seu corpo e rosto com o pó extraído dos Montes Brancos Kabanda e a noite para que seu pai não soubesse dessa sua demonstração de pesar pela morte de seu amante,lavava-se nas margens do rio divino.Assim fez durante algum tempo,porém,um dia  as pessoas de sua tribo e que sabiam desta paixão e que assistiam ao seu banho,viram com assombro que ela elevávasse no espaço ficando em seu lugar uma grande quantidade de massa branca lembrando um tubo.Apavorados correram a contar ao Soba o que viram, este, desesperado quiz mandar degolar à todos, porém ,como eles houvessem passado o pó nas mãos e corpo deixados por ela no rio,notaram que a cólera do Sobá esvaía-se e tornando-se bom não castigando seus servos.Começou a correr a fama das qualidades milagrosas da massa deixada por M.Pemba e com o nome simples de pemba atravessou esta ,muitas gerações chegando até nossos dias prestando grandes benefícios aqueles que dela tem-se utilizado.

 

Contatos: toc2000@hotmail.com